terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Del Horno por horas


Está quase garantido o quarto reforço leonino na reabertura do mercado.

As negociações encontravam-se em "banho maria", já que Del Horno recusara o empréstimo aos leões, ao contrário do Valência que via com bons olhos esta transferência.

A posição do clube espanhol mantém-se, o que se altera é a opinião do jogador. Del Horno pensou melhor, falou com pessoas e mudou de ideias, tendo já dado a conhecer aos responsáveis do Valência e do Sporting a intenção de ir para Alvalade.

O próprio director-desportivo do Valência já confirmou tal facto, aguardando apenas uma proposta formal dos leões para o lateral-esquerdo voar para Lisboa.

Del Horno é um bom jogador, alto (que ajuda bastante em bolas paradas), experiente (jogou no Atlético de Bilbau, Valência e Chelsea) e vem ocupar uma posição onde no nosso plantel não existem opções válidas e que dêem segurança.

Espero, então, que o negócio se concretize rapidamente (não vá outro clube antecipar-se), a fim de garantir um excelente reforço.

Stojkovic no Wigan

Como sucedeu o ano passado, o guarda-redes sérvio que também não entra nas contas de Carlos Carvalhal, será emprestado, desta feita ao Wigan.
Stojkovic tem estado ausente à procura de clube e, após uma recusa do Hannover, jogará na melhor liga do mundo.
É uma pena que não se tenha imposto em Alvalade (devido a problemas disciplinares), uma vez que possui um enorme potencial e, na minha opinião, tornar-se-ia num guarda-redes de classe mundial.
Porém, com a entrada de Carlos Carvalhal, já não se justificava o seu regresso ao onze, pois nesse caso também o potencial de Rui Patrício era desperdiçado. E verdade seja dita: o Sporting não sofreu mais golos esta época graças às boas exibições de Patrício, que tem estado a um bom nível.
Portanto, resta-nos desejar boa sorte a Stojkovic no seu novo clube e que, daqui a seis meses, regresse com outra atitude e com uma qualidade ainda maior.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Pavlyuchenko, Bale e Tosic no Sporting?

O jornal "Correio da Manhã" noticia, hoje, que uma megaoperação leonina a Inglaterra, por intermédio de Pini Zahavi, está quase a dar frutos e, nesse caso, Pavlyuchenko, Gareth Bale e Tosic vestirão de verde-branco até ao final da temporada.
O primeiro é um jogador de grande classe mundial, só que não tem lugar no Tottenham, já que se encontra tapado por Keane, Defoe e Crouch, para além de não ter uma boa relação com o treinador. O russo já procura equipa há algum tempo, uma vez que o clube inglês quer cedê-lo.
O mesmo acontece com Gareth Bale. Assim como Tosic, o lateral-esquerdo é um jovem com bastante potencial, porém necessita de uma equipa onde se imponha para jogar mais minutos.
O jogador do Manchester United não é opção para Alex Ferguson, que pretende rodar Tosic para que este possa jogar com regularidade, para poder evoluir.
Seriam três grandes reforços para Carlos Carvalhal, se tal notícia for verdade.
Todos eles viriam por empréstimo, sendo que os leões apenas pagavam 25% do vencimento do russo e, em contrapartida da vinda de Bale, os londrinos ficavam com opção de compra sobre Veloso.
Agora, na minha opinião, o problema não se encontra nas negociações com os respectivos clubes, mas sim se estes jogadores desejam jogar no Sporting...
Por fim, também se fala da vinda de Manuel Fernandes a título de empréstimo do Valência, a fim de reforçar o meio-campo leonino. Seria, igualmente, bem-vindo a Alvalade.
Como eu já disse anteriormente, se todos estes nomes se confirmarem, o lema é: ou vai ou racha.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Pongolle é leão


Pongolle é a terceira prenda para Carlos Carvalhal, após confirmadas as contratações de Mexer e João Pereira, sendo que o primeiro será, em princípio, emprestado.

Segundo o comunicado enviado pelo Sporting à CMVM, os leões chegaram a um acordo de princípio com o Atlético de Madrid para a transferência do jogador. Contudo, esta só será confirmada após a realização dos habituais exames médicos.

O francês destacou-se ao serviço do Le Havre, o que o levou a rumar ao Liverpool, passando depois pelo Blackburn Rovers e pelo Recreativo de Huelva antes de se transferir para o Atlético.

Não tem sido opção nos colchoneros devido à forte concorrência de Aguero e Forlán, o que me faz colocar algumas reticências acerca do seu possível rendimento.

O ano passado, o Benfica tentou contratá-lo e é verdade que potencial e qualidade Pongolle tem, só que o que os sportinguistas pretendem é que ele o demonstre em campo.

Será, finalmente, este o parceiro ideal de Liedson ou tornar-se-á noutro Caicedo?

O tempo o dirá...

Ao que tudo indica, o senhor que se segue é um lateral-esquerdo, sendo que Del Horno e Evaldo surgem na linha a frente para preencher a vaga.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

João Pereira é reforço


Está encontrado o primeiro reforço de Inverno do Sporting: João Pereira.

É verdade que se trata de um antigo benfiquista e isso não é um ponto a seu favor. Contudo, não estamos numa posição confortável para escolher jogadores que não têm um passado de águia ao peito. Bem pelo contrário!

O que necessitamos é de bons jogadores para reforçar o nosso plantel, com o objectivo de minimizar as coisas no campeonato e vencer as outras competições onde estamos presentes. E, nesse aspecto, o lateral-direito enquadra-se no que precisamos. O ex-bracarense é um excelente jogador, com uma atitude e raça de louvar, tendo evoluído bastante nos últimos tempos. Digamos que lhe fez bem jogar em clubes mais pequenos e, assim, subiu novamente devido ao seu bom trabalho e ao seu crescimento como jogador.

Por outro lado, as laterais leoninas precisavam de ser renovadas. A lateral-direita já está tratada, falta a esquerda, onde também não possuímos grandes soluções.

Acho muito bem que apostemos, finalmente, no futebol. Porém, não esperava que fosse tanto...

Digo isto porque João Pereira custou 3 milhões de euros aos cofres leoninos e suponho que ainda venham mais uns três ou quatro jogadores.

Por isso, cheira-me que iremos ter o mesmo lema que o Benfica: ou vai ou racha.

Oxalá que os resultados sejam os mesmos...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Sorteio favorável?


Realizou-se hoje o sorteio dos 16-avos da Liga Europa, onde estavam presentes Sporting e Benfica.

Irónico ou não, o certo é que os leões irão defrontar o Everton (segundo classificado do grupo do nosso rival) e o outro clubezito da segunda circular medirá forças com o Hertha (segundo classificado do nosso grupo).

Muitos poderão pensar que o sorteio até nos foi favorável, dado que o Benfica goleou os ingleses em casa por 5-0 e foi vencer 2-0 a Goodison Park.

Deste ponto de vista, realmente, parece que a sorte esteve do nosso lado. Porém, não nos devemos iludir. E há dois aspectos muito simples que suportam a minha ideia.

Custa-me dizer isto, mas nós encontramo-nos, neste momento, num nível bastante inferior ao Benfica. Por outro lado, o Everton já melhorou entretanto, para não falar que se vai reforçar em Janeiro, tendo mais poder financeiro que o Sporting. Aliás, garantiram o empréstimo de Donovan, experiente e óptimo jogador.

As águias terão tarefa muito mais facilitada pois o Hertha é uma equipa fraca que só vence os leões. Sinto-me envergonhado mas é verdade.

Há que trabalhar e melhorar porque ainda há tempo para tal. Os jogos com o Everton realizar-se-ão só em Fevereiro e Março, portanto até lá temos, obrigatoriamente, de atingir um maior nível competitivo para passar esta eliminatória.

Quanto a sábado é imperativo vencer a Naval na Figueira da Foz, senão as coisas complicam-se ainda mais...

domingo, 29 de novembro de 2009

Empate amargo

Uma nova era leva a um novo sistema táctico e a uma exibição e atitude muito diferentes.
O Sporting entrou ontem em campo diante de um "poderoso" Benfica, que muitos diziam que iria obter uma vitória fácil em Alvalade.
Porém, a história não foi essa.
Carlos Carvalhal montou bem a equipa e foram raras as vezes que as águias criaram oportunidades de golo.
O Sporting baralhou sempre as contas a Jorge Jesus, uma vez que ia alternando o seu sistema, isto é, quando defendia jogava num 4-3-3 (com Veloso, Adrien e Moutinho a ajudarem a defesa) e quando passava para o processo ofensivo, o esquema transformava-se num 4-2-3-1, já que Moutinho ou o próprio Veloso avançavam no terreno para auxiliar Matías e Vukcevic no apoio a Liedson. Esta forma de jogar, permitiu a Veloso realizar alguns bons cruzamentos para a área (não aproveitados por Liedson, pois faltou eficácia ao luso-brasileiro) sem que tivesse de alinhar na lateral-esquerda da defesa.
Nessa posição, Caneira esteve muito bem e deu uma maior organização defensiva, permitindo a Abel (e depois a Pedro Silva) subir no terreno para dar maior dinâmica ao processo ofensivo.
Este sistema garante-nos não só um bom caudal ofensivo como nos garante uma estabilidade defensiva, algo que nos faltava há muito.
Oportunidades de golo flagrante tivemos quatro: Polga e Liedson na primeira parte, Veloso e Moutinho na segunda. O Sporting pecou, apenas, no capítulo da finalização, onde Quim contribuiu, fazendo a defesa da sua vida a remate de Miguel Veloso. Não fosse esta ineficácia e poderíamos estar a falar de um resultado bem diferente.
Sou sincero e admito que fiquei bastante reticente quando foi anunciado o nome de Carvalhal para comandar a equipa leonina. Contudo, fiquei animado com o que vi e penso que, com mais tempo de trabalho, o técnico leonino vai pôr os leões a jogar como quer e como os adeptos querem. Pode ser que vejamos um Sporting muito mais competitivo e, quem sabe, a aproximar-se da liderança daqui a algum tempo. Há que renascer a confiança dos sportinguistas.
Como Carvalhal disse, os leões têm de pensar jogo a jogo e o próximo é na quinta diante do Heerenveen, onde temos a obrigação de garantir o apuramento para a fase seguinte da Liga Europa.
Força Sporting!

domingo, 15 de novembro de 2009

Carvalhal? Mas o que é isto?!


Está confirmado o sucessor de Paulo Bento no comando técnico dos leões.

Vários nomes foram falados para o lugar de treinador do Sporting: André Vilas-Boas, Pekerman, Fatih Terim, Scolari, Manuel Fernandes, Manuel José. Então e qual deles foi escolhido? Nenhum. Carlos Carvalhal é o novo técnico leonino! Como é que é possível?

Bettencourt afirmou que seria uma surpresa para os adeptos e, realmente, tinha razão. Mas considero esta surpresa negativa! Não sei qual a ideia do nosso presidente, mas assim parece-me que nem à Liga Europa iremos para o ano...

É verdade que levámos uma nega de Vilas-Boas e outra de Jorge Costa, mas seria esta a única alternativa? Será este o homem que levará o Sporting ao sucesso? Sinceramente, não me parece. Poderei dar o benefício da dúvida, porém até isso me custa.

Mas talvez esteja a ser injusto por estar de cabeça quente, após saber desta notícia. Estava à espera de mais, contudo parece que tenho de começar a habituar-me e a resignar-me...

Oxalá eu esteja errado e que Carlos Carvalhal faça um excelente trabalho no Sporting.

Mas acredito que muitos sportinguistas estão a dizer, neste momento: volta, Paulo, estás perdoado...

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Já há treinador

Os jornais desportivos lançam os nomes de Cajuda e de André Vilas-Boas.
Um é um treinador experiente, que conhece a realidade do futebol português (mas, sinceramente, não sei se será uma boa aposta) e o outro é um jovem, da escola de José Mourinho (acampanhou o special one durante vários anos), mas que acaba por ser uma aposta igual a Paulo Bento.
Uma coisa é certa: o Sporting já tem um treinador. Bettencourt afirmou que é um técnico experiente, que conhece bem o futebol português e os leões, não precisando assim de um tempo de adaptação.
Aí, são descartados vários treinadores e restringimo-nos a Cajuda e, talvez, a Manuel Fernandes (o que me parece pouco provável, já que assinou pelo Setúbal há pouco tempo).
Aguardemos, uma vez que se espera que o novo comandante de Alvalade seja apresentado até ao final da semana.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Hora da mudança

Paulo Bento saiu de Alvalade, acompanhado por Pedro Barbosa e Miguel Ribeiro Telles. Esperemos que seja, agora, a hora da mudança.
Leonel Pontes orientou a equipa no encontro em Vila do Conde.
Na primeira parte, os jogadores entraram com outra atitude e, apesar de alguma sorte na forma como chega ao intervalo a vencer por dois golos, o Sporting revelou alguma qualidade e algum nexo no seu jogo, o que levava a pensar que as tropas leoninas tinham superado o mau momento que atravessavam. Mas não.
A segunda parte mostrou que as fragilidades psicológicas do Sporting estão lá e em força. O Rio Ave foi duas vezes à baliza leonina e marcou dois golos.
E tudo isto leva a mais empate da equipa de Alvalade que se encontra a 11 pontos dos líderes Braga e Benfica.
Bettencourt prometeu um treinador até ao final desta semana. Na minha opinião, antes disso, temos de encontrar um director-desportivo à altura, pois convém que este concorde com o possível treinador contratado. Para essa importante função, fala-se de Carlos Freitas (que afirmou, recentemente, que não está disponível para tal) e Luís Freitas Lobo. Este último é, sem dúvida, um grande comentador futebolístico e tem um conhecimento vasto sobre o mercado, uma qualidade que tem faltado aos antigos directores-desportivos e à administração leonina. Agora, será que tem conhecimentos a esse nível e estaleca para ocupar esse lugar?
Para o papel de treinador principal, o perfil apresentado pelo presidente (português e experiente) colocou, de imediato, dois nomes no topo das preferências, por parte da imprensa: Manuel José e Manuel Cajuda.
O primeiro é praticamente impossível, já que se encontra a orientar a selecção angolana há pouco tempo e pretende fazê-lo, pelo menos, até ao final da CAN.
Cajuda já se ofereceu, indirectamente, ao Sporting. Porém, a meu ver, não é uma opção viável.
Veremos o que é que José Eduardo Bettencourt nos vai arranjar. Espero que sejam pessoas competentes para elevarem, novamente, o nome do Sporting até ao topo!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Até um dia Paulo...


Confirmou-se, hoje, aquilo que todos já esperavam há muito.

Paulo Bento demitiu-se do comando técnico do Sporting após uma série de maus resultados que tornaram a sua situação insustentável.

Já ontem, o ex-treinador leonino deixou no ar a possibilidade de deixar os leões e hoje de manhã despediu-se mesmo dos jogadores.

Agora pergunta-se quem será o seu sucessor. Existe alguém disponível que enquadre na nossa situação financeira?

Pelo menos pode ser que quem venha motive os jogadores para estes realizarem boas exibições e alcançarem resultados.

Pode ser que Stojkovic venha a ser, finalmente, aproveitado mas Izmailov disse que abandonaria Alvalade se Paulo Bento o fizesse. E isso é que é muito mau para o Sporting. Espero que tal não conteça.

Quem será o próximo técnico do Sporting?

Aceitam-se apostas...

domingo, 25 de outubro de 2009

Aptos para Taças

Como pudemos observar nas jornadas da Liga Sagres que já decorreram, o Sporting não apresenta resultados nem boas exibições, aliás, como aqui vem sendo dito.
Contudo, era de esperar que tal acontecesse nas outras competições, mas não. Ou melhor, sucede em parte. Isto é, as más exibições remetem-se, igualmente, para a Taça de Portugal e para a Liga Europa, porém, os resultados são positivos.
Apesar de na Europa encontrar adversários, em teoria, mais fortes do que os das competições internas, o Sporting cumpre nestes jogos do “mata-mata”. Ou não tivesse Paulo Bento conquistado duas Taças de Portugal e duas Supertaças.
Só que o mais desejado pelos adeptos tem sido esquecido: o campeonato.
E aí, se as coisas têm estado a correr muito mal, a deslocação a Guimarães não vem ajudar em nada.
A equipa leonina encontra-se a muitos pontos da liderança e, ou se muda radicalmente agora, ou o cenário continuará a ser muito negro para os lados de Alvalade e o fosso que existe para os rivais tornar-se-á bastante maior.
Os sportinguistas querem ver, claro está, boas exibições. Mas, neste momento, o mais importante são os resultados, nem que sejam vitórias por margens mínimas.
O plantel leonino tem de ser forte, sobretudo, psicologicamente e não se deixar afectar pelas boas exibições de Porto e Benfica que intranquilizam os jogadores, dado que estes se sentem impotentes e incapazes de acompanhar os rivais.
Não pode ser. Há que olhar todos os adversários de frente, não entrarmos nos jogos com medo e dar o litro para vencer.
Não acredito que esta equipa não possa dar mais. Isto porque já vimos excelentes exibições anteriormente, em partidas onde estes jogadores estiveram presentes…

domingo, 11 de outubro de 2009

Tempo de reflexão

É uma boa altura, devido à paragem do campeonato por causa dos compromissos das selecções, para Paulo Bento reflectir acerca do trabalho que vem sendo feito, no que pode mudar e no que pode melhorar.
Percebo que seja difícil fazê-lo, uma vez que maior parte dos seus jogadores encontram-se ao serviço das suas selecções. Por isso, há que trabalhar com os que tem e esperar que os restantes cheguem. Aliás, no próximo fim-de-semana decorrerá a Taça de Portugal, o que permite ao treinador testar mudanças ou colocar, finalmente, o Sporting a praticar um bom futebol e a ganhar confiança, dado que defrontamos um adversário de escalões inferiores.
Eu sei que é importante trabalhar os aspectos técnicos e tácticos com o plantel, mas penso que os jogadores estão a precisar, sobretudo, de um trabalho a nível psicológico.
As tropas leoninas necessitam que lhe abram os olhos, que alguém lhes diga com todas as letras que as exibições e os resultados que eles apresentam aos aficionados e à instituição que representam não são, de forma alguma, bons! É fundamental que Paulo Bento (e, se calhar, não só) dê um abanão na equipa, há que acordar os jogadores!
Esperemos, como sempre, que tal suceda e que haja uma reviravolta no Sporting, a fim de voltarmos a lutar pelos objectivos traçados no início da temporada.
Porém, não podemos viver de suposições, mas sim de factos…
Como não podia deixar de ser, faço aqui um aparte sobre a selecção de todos nós.
Devo dizer que sofri muito mais no jogo entre a Dinamarca e a Suécia do que no encontro de Portugal diante da Hungria.
A selecção cumpriu com o que lhe era pedido e teve a sorte dos dinamarqueses nos abrirem as portas em direcção ao Mundial.
Simão e Liedson brilharam, contudo, a meu ver, o melhor jogador em campo foi o lutador Pedro Mendes. Não alinhava na selecção há algum tempo e realizou uma excelente exibição, substituindo Pepe na perfeição.
Agora só dependemos de nós, não há mais desculpas. Resta-nos vencer a Malta, esperar que a Ucrânia derrote a Andorra (resultado dentro da normalidade) e, assim, seremos cabeças de série nos playoff, evitando a França, a Rússia e a Grécia. Nesse caso, os nossos possíveis adversários serão a Rep. Irlanda (o que não convinha), a Ucrânia (pode ser difícil), a Bósnia e a Eslovénia ou Eslováquia (selecções mais acessíveis).
Portanto, em princípio, Portugal terá três finais.
Para já há que vencer a primeira para disputar as outras duas em Novembro.

domingo, 4 de outubro de 2009

A vergonha continua

A esperança é cada vez menor ou mesmo nula.
Sou adepto ferranho do Sporting e estou uma semana à espera com entusiasmo para ver um jogo do meu clube. Mas isso era dantes. Agora, uma partida dos leões torna-se num verdadeiro martírio, uma hora e meia de sofrimento a rezar para não perder(como é possível?!). E não é só esse facto que me perturba (e penso que aos adeptos leoninos), mas também a exibição, ou a falta dela, que os nossos jogadores nos proporcionam. O futebol é considerado o desporto rei pelo espectáculo que se observa, espectáculo esse que faz mover as pessoas, que nos faz pular, gritar, rir, chorar. Resumidamente, é a diversão do povo e em muitos casos, faz com que as pessoas esqueçam os seus problemas para passarem um bom momento. Aliás, quando a nossa equipa ganha, encaramos a semana com outra disposição.
E, nestes últimos tempos, não tenho visto o Sporting criar esta emoção nos adeptos. Não são apenas os maus resultados, mas também a falta de entrega dos jogadores, que só começam a correr nos 10 minutos finais, o que já é tarde.
Isso mesmo. Tem-se dito, para desculpar os nossos atletas, que eles até dão tudo o que têm em campo, mas lamento dizer que não é verdade. Tirando uma ou outra excepção, isso não acontece.
É verdade que Paulo Bento tem muitos indisponíveis, porém não é desculpa para os miseráveis resultados e para as péssimas exibições que a equipa vem demonstrando.
A derrota no Dragão e o empate de hoje deixa-nos numa posição bastante constrangedora já na 7ª jornada. Já vi esta história há uns anos e o fim não foi o melhor: terceiro lugar a 20 pontos do líder. Não é por nada, mas cheira-me que, pelo que se pode ver, é o que acontecerá este ano na melhor das hipóteses, pois o Braga parece que ainda ficará à nossa frente.
Ou as coisas mudam radicalmente ou tudo ficará complicadíssimo para o nosso lado. E não se podem queixar do apoio dos adeptos leoninos, já que esse não tem faltado na maioria do tempo. Claro que a paciência tem limites e os assobios aparecem, mas já está na altura de ser a equipa a puxar pelos adeptos e não o contrário. Por exemplo, no Benfica aconteceu isso. Os aficionados estavam desiludidos com a prestação do seu clube e este ano, a equipa puxou pelos adeptos e tem dado resultados.
Parece que só na Liga Europa as coisas correm bem, apesar das igualmente miseráveis exibições apresentadas pelo nosso Sporting...
Assim não!

sábado, 3 de outubro de 2009

Vitória sofrida


Não há muito a dizer do que foi o Sporting na quinta-feira diante do Hertha de Berlim. Os leões jogaram miseravelmente mal mas ganharam.

A exibição já não é surpresa porque já nos começamos a habituar. Aliás, a surpresa é quando os homens de Paulo Bento jogam bem.

Por outro lado, os alemães também não fizeram nada de especial, excepto nos últimos minutos onde podiam ter chegado ao empate.

Desta vez a sorte esteve do nosso lado, não só no golo de Adrien mas também num ou outro falhanço dos jogadores do Hertha.

Não me vou alongar, pois tal como muitos sportinguistas, considero penoso continuar a falar deste miserável encontro, onde o único aspecto positivo e o mais importante foi a vitória.

Com estes três pontos somos líderes isolados do grupo e estamos à beira do apuramento, já que esperamos vencer os jogos contra o Ventspils. Bem, se tal não acontecer, estamos realmente muito mal. Mal de nós se não nos apurarmos...

Na liga, segue-se a recepção ao Belenenses, partida em que Matías Fernández não pode jogar devido a lesão, juntando-se assim aos muitos indisponíveis do nosso plantel.

A única esperança que eu tenho é que a equipe melhore quando Izmailov voltar aos relvados...

sábado, 26 de setembro de 2009

Primeiro clássico vale derrota

Primeiro clássico do campeonato à sexta jornada entre Porto e Sporting, com derrota dos leões por 1-0.
Como não pode deixar de ser, a equipa orientada por Paulo Bento entrou logo a perder aos 2 minutos, por erro de Polga em lance de bola parada, aproveitado com toda a tranquilidade por Falcao.
Ao contrário do que se esperava, o Sporting reagiu bastante bem ao golo sofrido e poderia ter feito o empate ou chegado à vantagem antes do intervalo, em virtude das quatro portunidades de golo, uma das quais uma bola na barra.
Matías Fernández teve um bom lance individual, mas tirando isso o chileno passou ao lado do jogo.
Na segunda parte, o Porto entrou melhor e ganhou uma grande penalidade, que provocou a expulsão de Polga, que acabou por influenciar o resto da partida.
Patrício defendeu o penalty que, aliado a grandes defesas que fez, proporcionou-lhe uma excelente exibição.
O segundo tempo nada mais trouxe, a não ser, claro, a expulsão de Veloso após a sua segunda falta cometida, sendo a primeira inexistente. Para além de nos prejudicarem neste encontro, têm que garantir que as coisas se complicam no próximo. Ou seja, nada de novo.
A diferença de critérios é tal que Meireles fez mais do que duas faltas (algumas mais duras) e deveria ter sido expulso ainda na primeira parte. Teve sorte de vestir uma camisola azul e branca...
De referir que Duarte Gomes, após ter mostrado o amarelo a Veloso, pediu-lhe desculpa. Porque será? Talvez porque a falta não existiu, quem sabe...
De relembrar ainda o primeiro amarelo de Polga, na sequência de uma falta normalíssima. Neste lance, até os portistas consideraram que foi muito exagerada a mostragem deste cartão.
Resumindo, o Sporting realizou uma boa primeira parte, bateu-se bem na segunda, quando esteve em inferioridade numérica mas foi infeliz.
Na próxima jornada não podemos contar nem com Polga (mas esse acho bem que descanse e mais do que um jogo) e Veloso (esse sim uma baixa de peso), contudo temos de ganhar.
Antes disso, quinta-feira jogamos em casa diante do Hertha e penso que aí já devia actuar Tonel de início.
Vamos lá levantar a cabeça e lutar contra tudo e contra todos!

Primeiro clássico

Hoje, por volta das 19h15, estaremos todos a começar a roer as unhas, no primeiro clássico da temporada, que opõe Porto e Sporting no Dragão. Apesar de ainda nos encontrarmos na sexta jornada, não podemos deixar de dizer que este jogo é bastante importante, na medida em que nenhuma das equipas quer deixar fugir o Benfica e, já agora, o Braga.
Oxalá o Sporting nos surpreenda e deixe em silêncio o Dragão...
Equipa provável:

Patrício
Abel Carriço Polga Veloso

Moutinho

Pereirinha Vukcevic

Matías Fernández

Liedson Yannick

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Aguenta coração!

Podemos dizer que, na generalidade, até foi um bom jogo de futebol, mas impróprio para cardíacos.
Já não é estranho o facto de o Sporting entrar a perder, porém nunca por 2-0.
Os portistas Rabiola e Castro calaram Alvalade logo nos primeiros 15 minutos. Muitos perguntam porque é que o Porto é melhor e esta é uma das coisas que faz parte desta forte estrutura. Isto é, para além de possuir vários treinadores nas ligas portuguesas (apesar de um lhes "ter feito a folha" no sábado), o próximo adversário dos leões coloca os seus jovens jogadores nessas mesmas equipas, que criam grandes problemas aos clubes contrários, incluindo aos seus rivais de Lisboa.
Após esse balde de água fria, o Sporting correu atrás do prejuízo e falhou duas oportunidades de golo e teve o azar (para não insinuar algo mais) de não ter sido marcada uma grande penalidade a seu favor, por mão de Miguel Garcia que impede a bola de entrar na baliza defendida por Ventura. Se esse lance fosse assinalado, talvez o Olhanense tivesse ficado reduzido a dez unidades.
Contudo, a consciência do árbitro da partida pesou-lhe tanto que, já depois de Carriço ter facturado o seu primeiro golo de leão ao peito, assinalou um penalty escandaloso (apesar de isso acontecer repetidamente em benefício dos nossos rivais) a nosso favor.
Moutinho não desperdiçou e o intervalo chegou com uma igualdade a dois.
O segundo tempo trouxe uma grande quebra no ritmo de jogo e só nos últimos 15 a 20 minutos é que existiram mais espaços, acabando Vukcevic por resolver o encontro.
Mas, mais uma vez, um jogo em que o Sporting teve que sofrer para vencer.
Só uma pergunta: porque é que se coloca em campo um onze titular, sabendo que, mais tarde ou mais cedo, terá que tirar as apostas feitas para ganhar a partida? Qual a necessidade de Angulo jogar de início se ainda não tem condições para tal? Eis a questão...
Segue-se o Porto. Se os erros voltarem a acontecer no Dragão, saímos de lá com uma goleada. Sim, pois se os azuis e brancos se apanham a ganhar por 2 golos, é certo que não irá perder o jogo.
Mas, defendendo bem (o que se torna difícil no Sporting) e mantendo o nível ofensivo saímos da invicta com um bom resultado, pois penso que se marcarmos 3 golos ao Porto, ganhamos!
Força Sporting!

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Inacreditável


Foi por pouco que passámos neste teste na Holanda, diante de uma frágil equipa.

Resolveu o mesmo de sempre, desta vez com um hat-trick: Liedson.

O Sporting entrou razoavelmente bem nos primeiros dez minutos, até que sofreu um golo (como já é habitual) devido, claro está, a uma desatenção defensiva. Este erro demonstrou as facilidades que os leões deram durante toda a partida.

Liedson ia resolvendo, fazendo dois golos que permitiram a vantagem mínima no regresso aos balneários.

O Heerenveen troca bem a bola e possui jogadores rápidos, porém deixa bastante espaço atrás, que permite aos adversários jogar à vontade, algo que o Sporting demorou a aproveitar.

Na segunda parte, a equipa leonina baixou o bloco, a fim de segurar a vantagem, mas saiu-lhe o tiro pela culatra. Os holandeses marcaram através da marcação de um livre directo. Nota só para a inconstância de Patrício entre os postes, dado que tanto fazia boas defesas, como estava "aos papéis", revelando-se inseguro.
Mas quem tem Liedson tem sempre possibilidade de fazer golos. O luso-brasileiro fechou a contagem nos minutos finais.

Como pudemos observar, este encontro, em circunstâncias normais, podia ter dado goleada a favor do Sporting. E oportunidades não faltaram! Contudo, o que mais interessa são os três pontos e esses já ninguém nos tira.

Somos líderes do grupo, beneficiando de um empate em Berlim, entre Hertha e Ventspils, equipa que, teoricamente, é a mais fraca das quatro.

Para já, na Liga Europa entrámos com o pé direito.

Caneira foi outra coisa na lateral-esquerda, pelo menos melhor que André Marques...

Agora, há que manter o nível exibicional e vencer na segunda-feira o Olhanense, jogo em que temos obrigação de o fazer.

domingo, 13 de setembro de 2009

Sempre o mesmo a resolver


Assistimos a mais um jogo do Sporting, onde se praticou muita coisa menos futebol.

Aliás, na primeira parte, era difícil tentar jogar à bola, já que o encontro parava de 20 em 20 segundos, devido ao anti-jogo demonstrado pela equipa do Paços.

Os leões também não conseguiam jogar bem, tendo Paulo Bento preferido manter a equipa organizada, segura e coesa, sem correr quaisquer tipo de riscos (algo que tem faltado ao Sporting nas últimas partidas), do que balanceá-la para o ataque.

No segundo tempo, a equipa de Alvalade entrou com vontade de acabar com o jogo o mais rápido possível, o que não aconteceu pois só aos 80 minutos é que Liedson voltou a resolver, facturando o seu 100º golo na Liga Portuguesa, o que é de realçar. Espero que seja um sinal de que o Liedshow está de volta e com toda a força! Penso que só assim o Sporting poderá fazer um bom campeonato e fazer frente aos dois rivais.

Contudo, apesar da vitória aparentemente sofrida, só houve uma equipa em campo que quis realmente ganhar. O Paços fechou-se nos últimos 25 metros e só após o intervalo é que, de vez em quando, tentava sair para o contra-ataque, ainda que sem sucesso.

Os leões venceram desta forma o primeiro jogo em casa e o segundo nesta liga.

Mas, na minha modesta opinião, acho que a vitória não iludiu os adeptos leoninos, já que a exibição ainda deixa muito a desejar...

O problema das laterais continua. Paulo Bento continua a apostar em André Marques para este não perder a confiança, porém cometeu mais um erro infantil que nos ia sendo fatal. Logo, não inspira tanta confiança como isso. Além do mais, também não ataca muito bem e a defender não cumpre. Se o técnico não coloca Caneira nessa posição, esperemos que Grimi recupere o ritmo competitivo para que possa ser lançado. O argentino defende bem e ataca razoavelmente, sendo a melhor opção que o Sporting possui para o lado esquerdo da defesa.

Angulo não trouxe nada de novo ao plantel, a não ser a sua experiência. O espanhol não realizou uma boa partida, saindo mesmo ao intervalo, mas é sabido que não está nas melhores condições físicas, visto que não joga frequentemente há dois ou três anos. Damos-lhe o desconto.

Matías Fernández e Postiga entraram bastante bem no encontro e proporcionaram boas jogadas entre si. Foram eles que motivaram a melhoria do Sporting e, em princípio, recuperarão a titularidade na próxima partida, diante do Heerenveen.

No que diz respeito a esse jogo na Holanda, os leões têm a obrigação de ganhar, mas não se podem fiar na teoria que diz que somos favoritos. Têm de prová-lo em campo, pois penso que não será um encontro assim tão fácil. E desconcentrações que se têm repetido várias vezes não podem acontecer, já que podem vir a ser-nos fatais.

Porém, uma coisa é certa: ou o Sporting volta a ser o de outros tempos (e não é preciso recuarmos mais do que um ano) com Liedson a resolver, ou será bastante complicado fazer frente a Porto e Benfica, que se vêm destacando e muito neste começo de temporada...

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

3 pontos importantes

Desta vez valeu o resultado em detrimento da exibição.
A selecção nacional venceu a Hungria pela margem mínima, numa partida em que não jogou bem mas onde, ao contrário de outros encontros, a eficácia foi grande.
Afinal, os húngaros não são assim grande espingarda. Contudo, Portugal acabou por sofrer nos últimos minutos, em virtude de não ter morto a partida em duas ou três oportunidades flagrantes de golo.
As contas começam cada vez a ficar mais claras.
A Suécia mais uma vez ganhou nos últimos minutos com um auto-golo, porém a Dinamarca empatou em Tirana e ainda não tem o apuramento garantido, já que apenas possui 3 pontos de vantagem em relação à Suécia e 5 sobre Portugal.
Daí, penso que seria muito arriscado os dinamarqueses jogarem para o empate ou para a derrota frente à Suécia (devido à amizade entre ambos os países nestes casos), pois o último encontro que têm é contra a Hungria.
Portanto, há que fazer o trabalho que nos é pedido (vencer os dois encontros), marcando uns 5 a 6 golos, o que não é difícil, visto que jogamos em casa com Hungria e Malta e esperar que a Suécia não vença a Dinamarca. Nesse caso, íamos aos playoff disputar uma presença no Mundial da África do Sul porque não seríamos o pior segundo classificado dos 9 grupos.
Resta-nos acreditar que tal irá acontecer e que, apesar de todas estas contrariedades, marcaremos presença no Mundial.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

SOS Liedson

Hoje pode ficar tudo decidido ou tudo adiado novamente, no que diz respeito à qualificação para o Mundial da África do Sul.
Portugal visita a Hungria, um jogo que se adivinha complicado, mas que temos obrigação de vencer.
Prognósticos só no final do encontro, já que nunca se sabe se as bruxas vão voltar a atacar os pupilos de Carlos Queiroz. Contudo, pode ser que Ronaldo não nos deixe ficar mal e que Liedson resolva...
Equipa provável:

Eduardo
Bosingwa Carvalho Bruno Alves Duda

Pepe

Meireles Simão

Deco

Ronaldo Liedson

domingo, 6 de setembro de 2009

Liedson adia o inevitável...


Foi inacreditável o que assistimos ontem em Copenhaga!

A selecção portuguesa necessitava de uma vitória para depender apenas de si própria, no que toca ao apuramento para o Mundial.

Portugal fez uma excelente exibição na primeira parte, onde massacrámos e encostámos às cordas os dinamarqueses, só que faltou o essencial: marcar golos.

Fizemos 15 remates no primeiro tempo, muitos deles golos certos, mas a falta de eficácia que os jogadores portugueses demonstraram em outros encontros voltou a vir ao de cima.

Por outro lado, também para variar, o árbitro não assinalou uma grande penalidade claríssima a nosso favor. Bruxedo ou não, Carlos Queiroz tem sempre azar nestas andanças...

Depois, contra a corrente do jogo, a Dinamarca faz o golo através de Bendtner, que dominou a bola de forma extraordinária e fuzilou a baliza de Eduardo, que não fez uma defesa em toda a partida, já que foi um mero espectador.

Porém é isto que faz a diferença. Eles fizeram dois remates mas tinham um grande avançado e marcaram um golo. Nós rematámos 34 vezes e marcámos 1 golo através de canto. O guarda-redes dinamarquês tinha íman de certeza!

A segunda parte foi mais aberta, onde Portugal jogou mais com o coração do que com a cabeça. Liedson ainda conseguiu adiar o facto quase certo de os jogadores verem o Mundial pela televisão, calando muitas bocas que, curiosamente, hoje já dizem o melhor do Levezinho...

Agora não dependemos só de nós para ainda conseguirmos um hipotético apuramento para os playoff. Contudo, temos de vencer os restantes três encontros e esperar que a Suécia perca pontos, o que será difícil, dado que jogam com Malta, Albânia e com os amigos dinamarqueses, que quando necessário se ajudam mutuamente.

Resumidamente, na história do jogo fica um empate, mas uma excelente exibição da selecção de todos nós.

Enfim, como diz Queiroz, podemos não acreditar em bruxas, mas que as há, há...

sábado, 5 de setembro de 2009

Vamos a eles!


Hoje joga-se uma cartada decisiva nas aspirações da selecção portuguesa de se qualificar para o Mundial de 2010.

Como já tivemos a oportunidade de ver durante esta semana, os jogos psicológicos já começaram por parte dos jogadores dinamarqueses, ao afirmarem que irão provocar Cristiano Ronaldo e que o pararão recorrendo a entradas duras, isto para não falar dos comentários que teceram acerca da naturalização de Liedson.

Só lhes digo que é bom que Bruno Alves não se aborreça com essas declarações, pois nesse caso a integridade física dos dinamarqueses é que correrá sérios riscos...

Por outro lado, Madaíl também não está a ajudar, tendo até declarações infelizes que tiveram resposta pronta por parte de Deco. O presidente da Federação Portuguesa de Futebol disse que poderia aumentar os prémios de jogo para estimular os jogadores portugueses a conquistar a vitória. Ora Deco não gostou e afirmou que só o facto de poder estar presente no Mundial é razão suficiente para darem tudo o que têm e o que não têm em campo.

No que diz realmente respeito ao jogo de logo à tarde, espera-se que Queiroz utilize um 4-4-2 em losango, com Ronaldo e Simão na frente, ficando Liedshow no banco. Contudo o seleccionador nacional confundiu os jornalistas, ao dizer que não tinha dito que o sistema irá mudar, portanto só poucos minutos antes do início da partida é que saberemos qual será a táctica lusa...

Na passada quinta-feira, vi o programa "Pontapé de Saída" onde esteve presente Manuel Fernandes que, por acaso, deu uma ideia que me agradou: em vez de Duda (que não possui rotinas defensivas) jogar um defesa-central na lateral esquerda e, desta forma, dar maior liberdade a Bosingwa para subir no terreno, dando uma maior dinâmica ao losango português. Aí, quando o jogador do Chelsea subisse, teríamos sempre três centrais e Pepe a equilibrar a equipa a nível defensivo.

Relembro, apenas, que da última vez que nos provocaram, ganhámos por 4-0 à Bélgica com 2 golos do melhor jogador do mundo.

Esperemos que tal suceda novamente e levemos de vencida os dinamarqueses, mas seguramente que não será fácil...

FORÇA PORTUGAL!!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Fecho do mercado

Ontem às 20 horas fechou o mercado de transferências de Verão.
Muitas foram as movimentações relâmpago de jogadores para ingressarem noutros clubes, sobretudo cedidos pelos grandes.
Se existia uma réstia de esperança da massa associativa do Sporting na vinda de um possível reforço para o meio-campo, essa dissipou-se de imediato. Como é óbvio não há dinheiro para mais (quer dizer, existe dinheiro para outras coisas menos para os projectos desportivos) e temos que nos contentar com as três novidades apresentadas durante este defeso: Matías Fernández (3,2 milhões de euros), Caicedo (por empréstimo) e Angulo (a custo zero).
Por outro lado, não conseguimos colocar todos os excedentários do nosso plantel, já que, para variar, Stojkovic não encontrou clube. Não seria hora de o aproveitar em vez de o sérvio treinar à parte? Na minha opinião, estamos a perder um bom guarda-redes que, em condições normais, entra de caras na equipa titular.
O nosso novo clube satélite União de Leiria garantiu o empréstimo de Ronny, ficando o Sporting (e acho muito bem) com o direito de preferência sobre Carlão. Há apostar neste jovem avançado porque tem todas as características para vingar no nosso clube e vir a ser um grande jogador. É barato e atenção, pois o Benfica já perguntou por ele há pouco tempo e não fosse Manuel Fernandes, Carlão, provavelmente, já estaria a jogar na Luz.
Em Janeiro há mais!

domingo, 30 de agosto de 2009

Dois pontapés na crise


O Sporting está, finalmente, de regresso às vitórias.
É certo que não foi uma partida bem jogada da nossa parte (muito menos por parte da equipa adversária), mas penso que a equipa esteve consistente e, depois do primeiro golo, conseguiu gerir e controlar bastante bem o desenrolar do encontro.
Na primeira parte, apenas Djaló tentou levar o Sporting para a frente, fazendo até um remate à barra da baliza dos “estudantes”.
A segunda metade foi mais produtiva para os leões a nível exibicional e de oportunidades de golo. A equipa balanceou-se para o ataque e Liedson voltou a resolver, após excelente cruzamento de Vukcevic (entrou ao intervalo para o lugar de Pereirinha).
Já no final e a jogar contra 10, Saleiro entra com facilidade na área e assiste Yannick que só teve de encostar para o fundo das redes.
E assim, o Sporting regressa às vitórias que os adeptos tanto desejam.
Individualmente, realçar apenas a exibição de Djaló, que está a ter um bom começo de temporada, e o regresso de Levezinho aos golos antes dos compromissos da Selecção Nacional.
Moutinho é que se encontra longe da sua forma habitual. O capitão não tem realizado boas exibições, excepto o da última quarta-feira em Florença.
Veloso esteve razoavelmente bem e Carriço imperial.
Esperemos que as vitórias sejam para continuar, que animem os jogadores e que esta paragem do campeonato faça bem à equipa, para depois regressar com força, ao nível do verdadeiro Sporting!
Uma coisa é certa: prefiro jogar mal e ganhar do que o inverso…

sábado, 29 de agosto de 2009

Angulo é leão


Afinal de contas, após bons jogadores terem sido referenciados como possíveis reforços do Sporting (Hugo, Fernandinho ou Buonannote), quem chega a Alvalade é Angulo.

O espanhol vem, claro está, a custo zero (só assim podemos contratar jogadores) e, na realidade, quando era jovem e se encontrava na plenitude das suas capacidades, o avançado jogava bem, sendo mesmo uma das referências do Valência. Agora com 32 anos não me parece que seja a opção mais indicada a nível desportivo, mas boa a nível financeiro (prioridade dos nossos dirigentes).

Apenas não entendo uma coisa: então o Sporting estava à procura de um médio interior (ou extremo) que suplantasse Izmailov e, afinal, contrata um avançado?

É verdade que já vi Angulo fazer a posição de extremo mas, na minha opinião, já não tem velocidade nem pernas para tal (isto devido aos raros encontros que disputou nas últimas épocas). Contudo, não vou crucificar o homem antes de o ver jogar com a camisola do Sporting.

Por outro lado, acho que o espanhol não foi das primeiras opções para reforçar o plantel, uma vez que há muito que não fazia parte dos planos do Valência e, se o pretendessemos mesmo, já o teríamos ido buscar antes a custo zero.

Será que é o reforço prometido por Bettencourt ou será que foi, meramente, um bom negócio que surgiu, estando por isso em aberto a chegada de um verdadeiro médio tão bom ou melhor que Izmailov?

Não me parece devido à dificuldade que temos em atacar o mercado. Porém, se tal acontecer, já não há muito tempo para o fazer...

Temos que nos contentar com o que há...

Pensamento positivo! Até pode ser que o velhote se encaixe bem na equipa e faça umas grandes exibições!

Para variar, sonhemos...

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Adeus Roca!


É cada vez mais uma certeza a saída de Rochemback para o Grémio.

O jogador brasileiro demonstrou o seu desagrado pela sua situação no clube de Alvalade, onde vinha sendo suplente, devido ao grande nível apresentado por Veloso.

Agora, esta transferência vai provocar mais uma lacuna no meio campo leonino, que conta com apenas 7 jogadores para essa posição (sendo que 4 jogam a titular e Pereirinha seria mais útil a lateral direito) e um deles encontra-se lesionado.

Na posição de trinco, penso que Adrien Silva será, definitivamente, a segunda opção para o lugar. Pode ser que evolua e se torne numa peça importante, que nos faça encaixar uma boa quantia no futuro.

JEB afirmou que até segunda-feira, chegará outro reforço a Alvalade. É esperar para ver!

Fala-se de Diego Buonannote, mas tal seria bom demais...

O River Plate passa por dificuldades financeiras, contudo, ainda há bem pouco tempo, a promessa argentina estava avaliada em 10 milhões de euros, no mínimo!

Ora, se mesmo com a passagem à fase de grupos da Champions e o consequente encaixe de 7,5 milhões, essa possível transferência seria muito difícil, imaginem sem esse dinheiro...

Quanto ao Roca, o nosso obrigado pela dedicação e amor que demonstrou por esta camisola que vestia com orgulho, como muitos o deviam fazer!

Sorteio acessível


Acabou há momentos o sorteio da fase de grupos da nova Liga Europa.

As características da mesma são idênticas à Liga dos Campeões, onde se encontram 4 equipas em cada grupo (com jogos de ida e volta), entre as quais apenas se apuram duas.

Tendo em conta este novo formato e o facto de existirem equipas fortes em todos os potes, aliado ao azar que costumamos ter nos sorteios, a coisa parecia que ia ficar negra para os nossos lados.

Porém, não nos podemos queixar já que o grupo em que nos encontramos é, teoricamente, acessível: Hertha Berlin, Heerenveen e Ventspils (Letónia).

Os jogos que se antevêem mais complicados são com a equipa alemã, sobretudo fora de casa, já que o encontro em Alvalade temos possibilidades de vencer (isto se não voltarmos ao miserável nível exibicional que já apresentámos), se não formos, novamente, surpreendidos pelas bolas paradas, onde os alemães são fortíssimos.

Quanto ao Heerenveen, ambas as partidas são para vencer, se bem que na Holanda será mais difícil, devido ao ambiente que existe. Não nos esqueçamos da goleada imposta ao Vitória de Setúbal há pouco tempo atrás.

Já contra o Venstspils, mal de nós se não vencermos ambos os encontros.

Portanto, o Sporting não tem qualquer tipo de desculpa para não passar à fase seguinte da Liga Europa, competição que ambicionamos chegar longe ou mesmo ganhar.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

4 homens na selecção nacional


Há muito que não acontecia o facto de o Sporting ter 4 jogadores do plantel principal na Selecção A portuguesa.

Carlos Queiroz divulgou ontem a lista de convocados para a dupla jornada decisiva diante da Dinamarca e Hungria, entre os quais encontram-se Rui Patrício, Miguel Veloso, João Moutinho e Liedson. Este último tem mesmo uma grande oportunidade de ser titular, devido à importante ausência de Hugo Almeida.

Será que o levezinho não marca no Sporting e irá molhar a sopa ao serviço da nossa selecção?

Espero que primeiro marque um ou dois em Coimbra, sendo para isso necessário que a equipa mantenha o nível exibicional apresentado contra a Fiorentina.

Contudo, o que é de realçar é a presença de quatro leões nas opções de Queiroz, mesmo com o mau momento que o Sporting atravessa. Se calhar nem tudo está mal... nesse aspecto temos superioridade em relação a Porto e Benfica.

Existe apenas uma contrariedade: são mais jogos em que estes jogadores se podem lesionar, o que seria uma catástrofe para o nosso plantel, já que se tratam de elementos-chave.

Ao menos que joguem decentemente e nos orgulhem ao ponto de nós dizermos: "Epá, aquele ali faz parte do grande Sporting!"

Esperamos uma vitória em Coimbra!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O milagre quase voltou a acontecer


Foi surpreendente a forma como o Sporting se apresentou em campo, a praticar um bom futebol tecnicamente e, sobretudo, tacticamente.

Paulo Bento montou muito bem a equipa e os jogadores responderam de forma muito positiva ao apelo do técnico, não abandonando o barco em qualquer momento do jogo.

Gostei bastante de ver esta alma de leão, com garra e com os sectores muito próximos entre si. Quando alguém falhava (o que foi raro, curiosamente, neste encontro) estava sempre lá um companheiro a ajudar. Até os elos mais fracos Pedro Silva e André Marques cumpriram o seu papel. Acima de tudo não inventaram, jogaram simples, que é o que lhes é pedido pela massa associativa e pela equipa técnica.

Esta boa exibição realizada pelo Sporting não aconteceu por acaso. Basta observar o que mudou da partida anterior para esta. Para além, claro, da atitude e da união da equipa, a subida de forma de Polga, Moutinho e Liedson (elementos chave), bem como o bom trabalho de Djaló e a excelência de Veloso e Carriço, foi o factor determinante para esta mudança ao nível exibicional.

É verdade que quando assistimos ao sorteio e vi-mos o nome da grande Fiorentina, logo aí pensámos que a passagem à fase de grupos era bastante complicada, dada a diferença de orçamento, potencial (poder) e experiência que existe entre ambas as equipas.

Porém, nesta eliminatória, a formação italiana não foi superior ao nosso Sporting, bem pelo contrário. Fomos nós que jogámos melhor e, obviamente, passa-nos pela cabeça que se não fosse a arbitragem escandalosa da primeira mão, o Sporting poderia estar amanhã no sorteio da Champions. Mas como nunca o poderemos fazer nem é possível voltar atrás no tempo, não vale a pena pensar nisso. Resta-nos seguir em frente e jogar no campeonato português da mesma forma que o fizemos nesta eliminatória contra a 4ª classificada da Serie A da época transacta (vale a pena relembrar)!

Agora, entraremos na Liga Europa, competição em que temos obrigação (ao jogar desta maneira) de chegar longe ou mesmo ambicionar vencê-la.
Para finalizar, o que fica destes playoff é a entrega, união e boas exibições leoninas, apesar das diversas contrariedades que se atravessaram no nosso caminho. Por outro lado, os 7,5 milhões de euros com que nos podíamos reforçar foram por um canudo.
Portanto, o que irá acontecer agora? Foi um duro golpe a nível financeiro...
A exibição e o empenho da equipa melhorou a olhos vistos, mas os resultados não melhoraram. A contestação continuará? Paulo Bento manter-se-á no cargo de treinador do Sporting?

Parece-me que sim...

Aliado de peso


A contestação a Paulo Bento tem vindo a crescer mais nos últimos tempos, já que os resultados e as exibições leoninas ficam muito aquém do esperado.

Diz-se até que o jogo de hoje contra a Fiorentina é a última hipótese do técnico do Sporting para mostrar o que vale. Se não conseguir a passagem à fase de grupos (o que é o mais provável), Bettencourt irá tomar medidas.

Contudo, não me parece que Paulo Bento seja demitido, já que, como é sabido, os leões não se encontram numa posição financeiramente favorável para pagar uma indemnização, muito menos de oferecer um salário maior a um possível treinador de referência que viesse para Alvalade.
Por muito que nos revolte, temos que nos habituar que o projecto financeiro é a prioridade do nosso clube, em detrimento dos projectos desportivos.
Por outro lado, fala-se no mau relacionamento de Paulo Bento com os jogadores do plantel. Porém, Izmailov saiu em defesa do técnico leonino e afirmou que se este saísse, ele também abandonaria Alvalade.
Ora, por muito que os sportinguistas queiram a saída de Paulo Bento, não me parece que tenham a mesma vontade em relação ao russo, jogador indispensável no plantel.
Apesar de Izmailov só poder sair com a autorização do Sporting ou se algum clube pagar a sua cláusula de rescisão (o que é improvável), Paulo Bento arranjou um aliado de peso!

PS: Quanto ao jogo de hoje, se já era muito difícil vencer a Fiorentina com todos os jogadores disponíveis, imagino sem Vuk, Postiga e Caicedo, para não falar de Izmailov.
Esperemos é que não regressemos com um chapa 4 ou 5, mas prognósticos só no fim do encontro...

sábado, 22 de agosto de 2009

Afinal voltamos ao mesmo

A boa partida realizada na terça-feira diante da Fiorentina, dava aos adeptos leoninos expectativas para o jogo de hoje contra o Braga, já que a tendência era que o Sporting melhorasse ainda mais.
Contudo, tudo aconteceu ao contrário.
O Sporting voltou às miseráveis exibições e perdeu justamente para uma equipa bem organizada e que praticou um bom futebol.
Para variar, entrámos bem no jogo (com um penalty não assinalado a nosso favor e um falhanço de Matías Fernández) e levámos mais um balde de água fria, com um golo sofrido na primeira vez em que o Braga chegou perto da área leonina.
Postiga lesionou-se, entrou Caicedo mas nada mudou. O equatoriano mostrou muita potência na frente de ataque, porém apenas isso. Faltou-lhe qualidade, velocidade e inteligência (foi apanhado diversas vezes em fora-de-jogo).
Isto aliado às más exibições de Fernández, Liedson, Moutinho, Vukcevic e dos laterais que nem consigo pronunciar os nomes, já que sofro com a sua nulidade completa, fez com que o Sporting se tenha apresentado bastante mal, com os sectores afastados e sem conseguir realizar três passes seguidos.
Djaló ainda fez um golo de bandeira (não se iludam porque será dos poucos ou o único) que de nada serviu, dado a mais uma desatenção incrível dos leões após lance de bola parada, claro está.
A partir daí mais do mesmo, o que nos deixa com grandes esperanças para o jogo em Florença (ironicamente falando). Vão lá jogar assim, que regressam com um chapa 5 ou 6!
Não percebo porque se espera por essa eliminatória da Champions para reforçar o plantel! Podemos fazê-lo com qualidade e sem gastar milhões! Por exemplo, para as laterais porque não Duda (o Sevilha pede apenas 1 milhão de euros) e João Pereira (é barato, bom jogador e não me interessa se já jogou no Benfica, pois estamos desesperados)?
Meus amigos, não quero ser pessimista mas por este andar se terminarmos em 5º já é uma sorte!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Só faltou a vitória

É preciso chegar ao oitavo jogo para ver, finalmente, uma exibição à Sporting!
Excepto um ou outro erro defensivo de Pedro Silva (Pereirinha tem de ser, obrigatoriamente, o nosso lateral direito) ou Polga (que já se encontrou melhor neste encontro), a equipa leonina realizou uma partida muito conseguida. "Apenas" o resultado estragou a festa...
O azar e os escandalosos lapsos de arbitragem, como é hábito, acompanharam-nos (e muito) no jogo de hoje.
O Sporting entrou bastante bem no encontro, criando duas oportunidades de golo num ápice. Mas, para variar, levámos com um grande balde de água fria com Vargas a aproveitar a ingenuidade e falta de capacidade de Pedro Silva.
Reagimos bem, só que não conseguimos marcar numa primeira parte marcada pela agressão de Gamberini a Liedson, que passou praticamente impune, já que a atribuição do cartão amarelo foi a mesma coisa que nada.
Na segunda metade, os leões dominaram outra vez a partida, dando a volta ao marcador e desperdiçando dois lances de golo que, se fossem devidamente concretizados, o resultado seria outro.
Porém, novamente contra a corrente de jogo (já sem Vuk em campo), a classe de Gilardino permitiu-lhe dar um pontapé, casualmente, nas aspirações do Sporting no que diz respeito a esta eliminatória.
Individualmente de realçar as grandes exibições de Veloso (não só pelo golo) e de Matías Fernández (um grande jogador, pelo menos pelo que se viu hoje) com a contribuição de Moutinho, Pereirinha ou Vukcevic.
Matigol merece, claramente, os parabéns. O chileno jogou os 90 minutos, sem revelar problemas físicos, bem pelo contrário! O rapaz, nos últimos minutos, fez uma jogada individual com uma grande velocidade e técnica.
É verdade que a partida da segunda mão será muito difícil, ainda por cima sem Vuk (que vai obrigar Pereirinha a jogar no meio campo. Nesse caso, colocaria Caneira à direita e Marques à esquerda). Contudo, se o Sporting jogar como jogou hoje e a Fiorentina não tiver a sorte que teve (para não falar da arbitragem, obviamente), nem tudo está perdido...
Mas continuo na minha. Se Caicedo estiver disponível, há que colocá-lo no onze titular porque, embora Postiga (surpreendentemente) não ter feito uma má exibição, falta-nos aquela força atacante que o equatoriano pode dar.
Apesar do resultado, o Sporting jogou como há muito vínhamos pedindo...

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Amanhã será mais do mesmo

É meu hábito fazer sempre um comentário ou dar algum incentivo e esperança aos jogadores e, sobretudo, aos adeptos sportinguistas antes de qualquer jogo.
Mas parece que ou dá azar ou não serve de nada, já que as minhas preces nunca são escutadas e as coisas correm mal ao Sporting (não só os resultados, bem como as lastimáveis exibições).
Portanto, não me vou iludir (nem aos aficionados) e dizer que amanhã com a Fiorentina é que vamos vencer e realizar uma grande partida, pois dificilmente tal acontecerá.
Resta-me esperar o pior e, se por acaso, algo de surpreendente acontecer (vitória e boa exibição leonina) passarei uma noite bastante feliz e agradável.
Apenas uma nota: Paulo Bento não pode inventar neste encontro como fez na Choupana. A equipa necessita de jogar em losango (pois é o único sistema de jogo em que, pelo menos para já, os jogadores se revêem e possuem rotinas) e de ter Caicedo e Matías Fernández no onze.
Liedson, Carriço, Veloso, Moutinho, Fernández, Caicedo, Polga, Vukcevic em boa forma precisam-se! Isto para não falar de um grande Patrício entre os postes!
Atenção às bolas paradas e força nas canetas!

sábado, 15 de agosto de 2009

Entrada com pé esquerdo

Mais um jogo, vitória nem vê-la...
Começou hoje a Liga Sagres para o Sporting na Choupana e os leões empataram diante do Nacional.
É verdade que a exibição já foi um bocadinho melhor que no encontro anterior, porém não chegou para levar de vencida a equipa madeirense.
Muitos sportinguistas pretendem que Paulo Bento mude o sistema de jogo. Contudo, como se viu hoje na primeira parte, a experiência foi para esquecer.
Só no segundo tempo, utilizando o habitual losango, é que o Sporting assentou o seu jogo e criou oportunidades de golo, algumas delas incrivelmente desperdiçadas.
Mas foi com Matías Fernández em campo que a equipa esteve melhor, já que o chileno tem uma grande qualidade de passe e de visão de jogo.
De referir, ainda, os diversos erros cometidos pela defensiva leonina (sobretudo Polga e André Marques) que podiam ter proporcionado uma derrota, para não falar do golo sofrido, para variar, de bola parada. Carriço fez uma exibição exemplar, mas necessita de ter um companheiro à sua altura.
Penso que Caicedo fez muita falta ao ataque leonino (Liedson ainda não consegue resolver, inclusive falhou dois golos certos) e terá de ser titular contra a Fiorentina, bem como Matigol.
O empate é, obviamente, um mau resultado. Não podemos continuar a arranjar desculpas à equipa. O Sporting tinha de vencer e não o conseguiu. Agora o empate acabou por ser um mal menor.
Segue-se a Fiorentina, equipa com grande valor (talvez 10 vezes melhor que o Nacional), e as expectativas não são as melhores. Mas mesmo que os sportinguistas não gostem do treinador e da direcção, precisamos de nos unir e tornar-nos o 12º jogador em Alvalade, já que o mais importante é o nosso SPORTING!

Mais uma época de emoções

Começa hoje mais uma Liga Sagres para o nosso Sporting.
Esperemos que seja uma época replecta de emoções e que, no final, estejamos a fazer a festa pela conquista do título.
Será, certamente, difícil, mas se os nossos jogadores trabalharem bem, com empenho e praticarem um bom futebol, teremos grandes hipóteses.
O primeiro jogo é bastante complicado. Visitaremos o Nacional que, na Choupana, cria muitas dificuldades aos adversários.
Prognósticos só no final do encontro...

sábado, 8 de agosto de 2009

Abel de saída e Daniel Carvalho a caminho?




Ao que tudo indica, o Colónia está interessado em vir resgatar o lateral-direito do Sporting, o que seria um excelente negócio para os leões.
Abel já tem 31 anos e as suas exibições não são assim tão boas que possam deixar saudades. Muitas vezes, bem pelo contrário.

É do conhecimento de todos, que o Sporting não possui laterais que dêem total confiança à equipa.
Com o possível encaixe financeiro que realizaríamos com Abel, poderíamos atacar, com mais argumentos, o mercado à busca de um lateral com provas dadas, que é bastante importante no sistema de jogo utilizado por Paulo Bento.

Por outro lado, fala-se na vinda de Daniel Carvalho.
O brasileiro é um excelente jogador, possui uma grande técnica e experiência (apesar de ser ainda jovem) e, acima de tudo, revela uma enorme polivalência, característica muito apreciada pelo técnico do Sporting. Daniel Carvalho pode jogar a médio interior esquerdo no nosso losango (o que traria muito mais velocidade e largura à equipa), assim como pode ocupar o lugar de 10 e, em caso de necessidade, de ponta de lança.
No caso de este negócio se concretizar, não era caro para nós, já que o jogador viria a título de empréstimo.

Na minha opinião, tanto a venda de Abel como a vinda de Daniel Carvalho, seriam dois bons negócios para o Sporting.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Sorteio 2

Peço desculpa pelo lapso, mas fui induzido em erro por uma transmissão televisiva.
O jogo da primeira mão realizar-se-á, sim, em Alvalade.
Assim sendo, é necessário construir um bom resultado em casa (que seria uma vitória, se possível sem sofrer golos) e defendê-lo com todas as nossas forças em Florença, no jogo da segunda mão.
Mas, para tal, temos muito que melhorar para jogar ao verdadeiro nível do Sporting.
Contudo, antes disso, é fundamental ganhar na Choupana ao Nacional, para entrar com o pé direito na Liga Sagres.

Arriverdeci Sporting!

Como já é habitual, a sorte não esteve do nosso lado no sorteio da Champions e quem nos calhou foi... a Fiorentina!
Nós já não praticamos um bom futebol contra equipas mais que acessíveis, por isso imagino o que irá acontecer nos dois jogos com a Fiorentina.
Para além disso, a primeira mão realizar-se-á em Florença, o que também não ajuda.
Não quero ser pessimista e desmancha prazeres, mas pelo que tenho visto do nosso Sporting, bem que podemos dizer adeus à Liga dos Campeões...
Mesmo que joguemos ao nosso melhor nível, dificilmente passaremos.
A não ser que outro milagre aconteça...

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Sorteio


Amanhã realizar-se-á o sorteio da última fase do playoff de acesso à Liga dos Campeões.

O Sporting tem como possíveis adversários o Atlético de Madrid, a Fiorentina, o Celtic, o Timisoara ou o Anderlecht.

Oxalá a sorte esteja novamente do nosso lado (o que nos sorteios é raro) e que nos calhe o Timisoara ou, na pior das hipóteses, o Anderlecht, senão bem que podemos dizer adeus à Champions.

Parece que temos muito que rezar companheiros sportinguistas...

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Valha-nos os Deuses...

Como já se esperava, o Sporting jogou pessimamente mal diante de um acessivel Twente que, após o golo no primeiro minuto, montou um (ou vários) autocarro à frente da baliza até ao fim. Só que, claro, essa estratégia funciona às mil maravilhas com uma frágil, lenta e desposicionada equipa leonina.
Neste encontro, continuou a ser Veloso o sinal mais do Sporting (isto se for possível destacar alguém, para além do S. Patrício). Os jogadores não conseguiam fazer três passes seguidos, uma jogada de razoável qualidade, remates certeiros, à excepção da boa vontade de Jansen que fez questão de nos dar a passagem à próxima fase.
É muito importante não nos iludirmos com o resultado desta eliminatória, já que ambas as exibições foram miseráveis e não fosse a sorte estar do nosso lado, teríamos ficado pelo caminho.
O Sporting deixa muito a desejar e poucas esperanças para a ainda longa época desportiva que se avizinha.
Quanto ao reforço Caicedo, este teve o azar de entrar num jogo como este, mas também não realizou uma boa exibição, apesar da força e alguma qualidade que mostrou ter.
Matías Fernández não tem tido espaço para jogar nem físico, mas quando toca na bola fá-lo com perícia.
Contudo, os 2 milhões de euros já entraram nos cofres leoninos, que era o mais importante.
Agora, uma coisa é certa: o Sporting tem de melhorar bastante a todos os níveis se quer fazer frente ao Benfica e ao Porto esta temporada...

Dia D

Chegou a hora da verdade.
Hoje joga-se a segunda parte da eliminatória que pode decidir muito do que irá ser o Sporting esta época, o típico encontro do "mata-mata", onde qualquer erro cometido é fatal.
O dinheiro da Champions é bastante importante e muito bem-vindo aos nossos cofres, quanto mais não seja para contratar um jogador com provas dadas e que possa melhorar a qualidade do futebol leonino.
Caicedo pode estrear-se logo à noite e espero que se revele um avançado que dá enormes dores de cabeça aos defesas contrários e que faça com Liedson uma dupla temida por todos.
A esperança já não é muita após as últimas exibições. Por outro lado, defrontamos uma equipa forte, rápida e bem posicionada no terreno de jogo. O único ponto fraco é a defesa que, apesar de ter jogadores bastante possantes, comete muitos erros, sobretudo porque gosta de jogar bonito. É isso que o Sporting tem de explorar, principalmente Liedson.
Aguardemos, agora, pelo fim do jogo para nos pronunciarmos. Mas claro que tenho o desejo que o nosso Sporting nos surpreenda e leve de vencida a equipa holandesa.
FORÇA SPORTING!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Mais do mesmo...

Mesmo sendo um jogo oficial, nada mudou na equipa do Sporting: pouca paciência, má circulação da bola, grande receio do adversário e fisicamente debilitada.
Apenas existiu um período de tempo em que criámos oportunidades flagrantes de golo (últimos 20 minutos da primeira parte), inclusive aquela grande penalidade não muito bem marcada... não percebo o porquê de Matías Fernández não cobrar qualquer lance de bola parada, uma vez que, ao que tudo indica, é o nosso melhor executante.
A segunda metade do encontro foi dominada, claramente, por nós, só que faltou a perícia e qualidade necessária.
Má exibição de todos os jogadores leoninos, excepto Veloso (nunca pensei vir a dizer isto) e Carriço (que daqui a um ano ou dois sairá, certamente, para um grande europeu).
Relativamente à frente de ataque, espero que Caicedo se afirme como grande promessa porque Postiga e Djaló podem ser bons rapazes mas têm sido uma verdadeira lástima.
Liedson não marca golos mas faz um trabalho excepcional defensivamente, que poderia servir de exemplo a outros.
E, por amor de Deus, arranjem-me um lateral (isto para não dizer dois) rapidamente, já que Pedro Silva não consegue fazer um passe de jeito e muito menos tem capacidade para defrontar estas equipas. Onde está o Pedro Silva do ano passado? Não sei, mas os quilinhos a mais não ajudam...
Por fim, não sei se a eliminatória está assim tão aberta como dizem, uma vez que se não conseguimos jogar bem em casa, vamos fazê-lo num campo onde o Twente é muito forte e raramente perde um jogo?
Veremos, mas a esperança começa a escassar, apesar de tentar contrariar isso...

Agora é a doer

Pois é meus amigos, chegou a hora da verdade!
É hoje que o nosso Sporting joga a primeira parte de uma eliminatória que pode mudar muita coisa no que diz respeito à época que aí se avizinha.
Os leões têm hoje um grande desafio pela frente, não só pela importância do encontro, mas também para apurar se existem melhorias em relação à miserável pré-temporada realizada.
Paulo Bento afirmou que a equipa trabalhou muito esta semana, com o intuito de corrigir os erros cometidos nas partidas anteriores, bem como afinou a estratégia para este embate europeu.
Assim sendo, pede-se aos jogadores do Sporting entrega total e bastante concentração durante o jogo (a falta dela tem-nos sido fatal), boa circulação de bola (aliada, claro está, à paciência), bom entrosamento e, por fim, uma exibição semelhante àquelas que nos proporcionaram em anos anteriores (em que dávamos banhos de bola ao Porto e ao Benfica, em Alvalade).
FORÇA SPORTING!!!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Caicedo para atacar a Champions


Como já vinha sendo anunciado há muito (inclusive neste blogue), Caicedo é o 2º reforço dos leões para a nova temporada. As negociações tornaram-se lentas e só agora a confirmação foi dada.

Tanta demora fez com que, neste momento, os responsáveis leoninos estejam tão apressados para que o equatoriano assine hoje, para que ainda possa ser inscrito na Liga dos Campeões.

O desespero e a insegurança que temos nos nossos avançados (excepto, claro está, Liedson) proporciona que Caicedo seja titular no jogo contra o Twente, tendo feito pouquíssimos treinos até essa data, isto para não falar da falta de entrosamento e de rotinas que terá com os seus companheiros.

Contudo, apesar de tudo isto e pelo que temos visto do nosso Sporting, é capaz de ser a melhor solução para fazer companhia a Liedshow na frente de ataque.

Veremos se Caicedo nos encherá de alegrias esta época e se fará uma dupla de ouro com o Levezinho.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Esperança renasce apesar do empate

A primeira parte do encontro diante do Guimarães foi para esquecer, por isso falemos do melhor, o segundo tempo, onde a exibição realizada será, em princípio, a mais próxima do que acontecerá nas próximas partidas.
Neste período de tempo, mesmo sem Liedson e Moutinho, o Sporting jogou melhor e conseguiu fazer jogadas interessantes, criando boas oportunidades de golo.
Logo a abrir, Matigol fez uma excelente jogada com Pereirinha e fuzilou a baliza de Nilson.
Quando os leões jogavam mais nas alas, criavam grande perigo ao adversário e foi assim que nasceu o segundo golo, com o cabeceamento de Postiga (completamente isolado) após o cruzamento de Pedro Silva.
A defensiva leonina esteve muito coesa durante toda a partida (excepto as falhas inacreditáveis que deram origem aos golos do Guimarães) e Miguel Veloso realizou um excelente trabalho na lateral esquerda. O rapaz esteve bem não só tecnicamente como, também, a nível da atitude em campo. Espero que não seja apenas um mero acaso e que tenhamos ganho um reforço para o plantel. Aliás, se Veloso adaptar-se bem à lateral esquerda, é possível conciliá-lo com Rochemback no onze titular.
Contudo, uma equipa como o Sporting deixar-se empatar depois de estar a vencer por 2 golos, é algo que nunca pode acontecer!
Agora segue-se o Twente (que derrotou o Braga por 1-0), uma equipa mais forte e as falhas defensivas não podem ocorrer novamente, pois o jogo é oficial, sendo as faltas de atenção completamente impensáveis e fatais.
Veremos se o nosso Sporting consegue fazer um excelente jogo tanto ofensiva como defensivamente, trocando bem a bola (com paciência) e assim levar de vencida a equipa holandesa.
Pelo menos ainda tenho uma réstia de esperança que isso aconteça...

sábado, 18 de julho de 2009

5 minutos dão derrota


Mais do mesmo em Alvalade: o Sporting joga bem (na primeira parte), domina o encontro e, em duas desconcentrações defensivas (já habituais), perde o jogo com o Feyernord.
A primeira parte foi boa, com o Sporting a trocar bem a bola, a criar algumas oportunidades de golo e a jogar a um ritmo bastante razoável, o que lhe permitiu fazer um golo e chegar ao intervalo na frente no marcador. Aliás, esse resultado pecou por escasso...
Matías Fernández apareceu mais no jogo e revelou uma boa qualidade ao nível do passe e do remate. É daqueles jogadores que não engana, com bom toque de bola, mas ainda (espero que seja só agora) não aguenta os 90 minutos, sobretudo se forem a grande intensidade (como será o jogo da Champions), o que poderá criar alguns problemas no futuro.
A segunda parte nem vale a pena comentar, já que após a saída de Carriço, a defesa leonina estendeu a passadeira vermelha e ofereceu dois golos aos holandeses. Após estes golos e a mudança de toda a equipa, não tivemos capacidade e qualidade para dar a volta.
De realçar a grande atitude de Miguel Veloso, que nunca desistia de uma bola, fazendo pressão aos adversários e conseguindo, ainda, um ou outro remate perigoso.
Contudo, este encontro mostrou o que há muito se vem falando. Precisamos, rapidamente, de um avançado porque não existe ninguém com qualidade no plantel para fazer dupla com Liedson: Postiga, apesar do golo, realizou uma exibição pobre; quanto ao Djaló, nem a Lucy nos salvou, pois o homem continua a jogar muito mal.
Por outro lado, os nossos laterais são uma desgraça, não sabem nem atacar nem defender. Infelizmente, já sabemos que esse sector não irá ser reforçado mas se quiséssemos ir mais além, precisaríamos de uns bons laterais.
Por fim, os lances de bola parada continuam a dar cabo de nós. Temos uma equipa bastante baixa, o que, sobretudo na Champions, é fatal. Cada livre ou canto que haja contra nós, é uma verdadeira aflição e, na maioria desses lances, sofremos golo.
Porém, a primeira parte deixou uma boa impressão e espero que seja essa exibição que tenhamos nos próximos encontros, mas na sua totalidade.

Bom teste

Logo à tarde, o Sporting terá um bom teste diante do Feyernord, uma vez que servirá de adaptação ao futebol holandês, com o qual nos iremos deparar na eliminatória da Champions (neste caso, o Twente).
Veremos se esta semana de trabalho trouxe melhorias ao plantel, já que o último jogo deixou muito a desejar...
Espero que a equipa mostre, hoje, um melhor futebol, com um ritmo elevado e que Matías Fernández apareça mais entrosado com os seus companheiros.
Aguardemos e oxalá estarmos aqui depois a falar bem da nossa equipa e contentes com a exibição!

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Eliminatória difícil

Sorteios não é connosco e este não foi excepção.
Vamos ter de jogar a 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões diante do Twente, segundo classificado da Liga Holandesa na época transacta.
Não vão ser, certamente, dois jogos fáceis mas, mesmo assim, temos obrigação de ganhar. Apesar do valor da equipa adversária (que merece todo o respeito e todas as cautelas da nossa parte), somos favoritos e temos de confirmar esse estatuto dentro do campo.
Sobretudo em casa, o Sporting precisa de ganhar uma vantagem confortável, com o intuito de ter maior margem de manobra no jogo da 2º mão, na Holanda.
E não temos a desculpa de que a equipa ainda não está entrosada, uma vez que apenas entrou um reforço no plantel que, em princípio, ocupará um lugar no onze.
Na minha opinião, os leões têm qualidade suficiente para passar esta eliminatória e será uma desilusão se tal, por acaso, não acontecer.
Mas pensamento positivo e força Sporting!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Inovação

José Eduardo Bettencourt tomou uma medida com a qual estou totalmente de acordo: hoje o plantel leonino treinou em casa, no Estádio José Alvalade, longe da secreta Academia de Alcochete.
O treino foi aberto ao público (apesar de terem estado poucos adeptos presentes), que foi brindado com grandes golos de Liédson e Vuckcevic.
No final, os adeptos poderam descer ao relvado, tendo a oportunidade de conviver com os jogadores leoninos, tirando fotos, pedindo autógrafos, etc.
Isto é algo que já devia ter acontecido há muito tempo e deve continuar a ser feito, com o intuito de aproximar a equipa dos adeptos, uma vez que esta relação tem sido um pouco distante e fria.
Se este tipo de iniciativa continuar, de certeza que aparecerão mais adeptos (não só nos treinos como nos jogos) que formarão o 12º jogador, para empurrar a equipa para a vitória em todas as partidas.
Não podemos só criticar e assobiar, porque é mais fácil para os jogadores jogarem melhor se sentirem que têm os seus adeptos a seu lado e não contra eles como tem acontecido.
Vamos lá a encher o estádio no sábado!
Força Sporting!

terça-feira, 14 de julho de 2009

Azar do costume

Um dos nossos melhores jogadores (na minha opinião), Marat Izmailov, será operado ao joelho e só voltará à competição, se tudo correr pelo melhor, em Outubro, falhando a pré-eliminatória da Champions e as primeiras jornadas do campeonato.
Ora, a coisa complica-se: reforços nem vê-los (e bem que podem esperar sentados por alguém que queira o Veloso), agora a lesão de um dos nossos pilares, titular indiscutível quando se encontra apto (o que já é raro) e a Liga dos Campeões à porta.
Oxalá que sábado os jogadores cumpram o que vêm prometendo durante a semana e a exibição diante do Feyernord seja muito melhor, uma vez que se querem chegar à fase de grupos da Champions têm muito que trabalhar.
Mas sem ovos não se fazem omeletes...

PS: Afinal já não precisamos de reforçar a frente de ataque porque o Djaló vai ficar como novo nas mãos (e não só) da Lucy... ela que faça renascer o homem!

domingo, 12 de julho de 2009

Moutinho no Real Madrid?


Agora é a imprensa espanhola que insiste que o Real Madrid quer Moutinho, após gorada a contratação de D'Agostino.
O dinheiro não será problema, uma vez que 22,5 milhões de euros para Florentino Perez são uns meros trocos.
Esperemos que esta notícia seja, novamente, um boato e que consigamos manter o nosso capitão que, como se comprovou neste jogo, é o nosso melhor jogador e é ele que comanda todo o nosso jogo.

Derrota num jogo muito fraco

Ao segundo jogo de pré-temporada, está aí a primeira derrota.
Já começa a ser um hábito perder este troféu, mas não é isso o que mais interessa. O que é de salientar é o fraco jogo que a nossa equipa realizou diante do Nottingham Forest (que se mostrou bastante inferior a nós).
Claro que é um encontro de pré-temporada, onde o ritmo é habitualmente lento e o mais importante é entrosar os jogadores para as competições que, realmente, interessam. Só que, mesmo assim, as derrotas não ajudam...
O Sporting dominou, claramente, o jogo, tendo até um número considerável de oportunidades de golo (ao contrário da equipa inglesa, que fez um golo no único remate que fez à baliza), porém no capítulo da finalização, os leões deixaram muito a desejar, apesar de a terem treinado a semana toda. Aliás, foi onde Paulo Bento insistiu mais desde o ínicio dos trabalhos.
Quanto ao novo reforço leonino, Matías Fernández, este teve uns bons pormenores (sobretudo ao nível do passe), mas passou ao lado do jogo, também devido à forte marcação que lhe era feita. Mostrou-se pouco entrosado com o nosso estilo de jogo, o que melhorará com os treinos e jogos. Há que lhe dar tempo, uma vez que promete.
De referir, ainda, as boas exibições de Carriço e de Moutinho, que se apresentaram muito bem neste encontro.
Agora resta corrigir os erros cometidos, para melhorarmos e entrarmos fortes na próxima partida.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Surpresa preparada?

Relativamente ao assunto do possível companheiro de Liedson, José Eduardo Bettencourt afirmou que "os bons companheiros vêm quando menos se espera".
Ora, esta afirmação deixa-nos com "água na boca".
Será que está um reforço (e dos bons) para a frente de ataque a caminho de Alvalade?

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Liedson garantido


Finalmente está garantida a continuidade de Liedson no Sporting.
Apesar de esta ser mais que esperada, nós já estamos naquela fase do "ver para crer".
Agora tudo está acertado e, em princípio, o levezinho acabará a carreira em Alvalade, uma vez que quando o contrato terminar já terá 34/35 anos.
Esperemos que nos próximos anos Liedshow continue a resolver.
E, por acaso, já lhe faltava um título nacional...

terça-feira, 7 de julho de 2009

Reforços

Para além da boa aquisição de Matías Fernández, nesta última semana reforços nem vê-los...
Se por um lado é bom que qualquer possível contratação seja bem analisada (em todos os aspectos) e o facto de não existir fugas de informação acerca de nomes que poderiam reforçar o nosso plantel ser um aspecto positivo, por outro, todo este silêncio deixa-me bastante impaciente, uma vez que a pré-eliminatória da Liga dos Campeões está aí à porta e precisamos que os jogadores venham o mais rapidamente possível para terem tempo de se integrar no plantel e no estilo de jogo utilizado.
JEB afirmou que viriam mais reforços e eu confio plenamente nas suas palavras.
Mas será que ainda há tempo suficiente para existir o entrosamento necessário entre os jogadores (sobretudo com os reforços) a fim de atacarmos a Champions?

sábado, 4 de julho de 2009

Primeira vitória da época

O Sporting venceu, há momentos, o Atlético do Cacém por 3-0, naquele que foi o primeiro jogo-treino da época para os leões.
Matías Fernández ficou no banco no primeiro tempo, mas entrou na segunda parte para fazer um golo e ser decisivo noutro.
Na equipa titular, apenas Ricardo Baptista e André Marques surgiram como novidades ao lado de Pedro Silva, Polga, Tonel, Rochemback, Pereirinha, Vukcevic, Moutinho, Postiga e Liedson.
A equipa leonina dominou, como já se esperava, durante toda a partida, que foi marcada por um ritmo muito lento, próprio de um jogo de pré-temporada.
Postiga fez o primeiro golo, o único antes do intervalo. De salientar, ainda, os remates aos postes de Liedson e Moutinho.
No segundo tempo, entrou Matigol para "animar a malta". O chileno entendeu-se bem com os companheiros, marcando o segundo golo e sendo decisivo no terceiro. Apesar de ser um jogo com uma equipa bastante inferior, Fernández deixou-nos com "água na boca".
Está cumprido, assim, o primeiro jogo de preparação para a dura batalha que se avizinha: o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Caicedo já está!


Desta é de vez!

O avançado equatoriano, segundo a imprensa do seu país, será jogador do Sporting, após os responsáveis leoninos terem chegado a acordo com o Manchester City sobre os valores da transferência (os quais não foram revelados, mas esperemos que não sejam muito elevados).

Caicedo também não coloca entraves ao ingresso no Sporting, bem pelo contrário. O próprio afirmou mesmo que sonha em jogar na Champions e o clube de Alvalade é uma excelente opção.

Está assim encontrado o 2º reforço do Sporting para a próxima época e, para já, JEB tem contratado jogadores que vendem camisolas e que, em princípio, possuem uma capacidade técnica acima da média.

Oxalá que Caicedo não nos desiluda (assim como Matiás Fernández) e que faça com Liedson uma dupla de ouro, temida até pelos grandes clubes europeus.

Pelo menos, é com este tipo de reforços que, se o trabalho realizado com eles e com o resto da equipa for bom, podemos ser mais fortes e bater-nos com qualquer equipa.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Parabéns Sporting!


Hoje os sportinguistas estão de parabéns, a nossa querida instituição faz 103 anos de existência!

Como todos os anos (e este ano não fugimos à regra), esperamos ser campeões e torcemos para que o nosso Sporting nos dê muitas alegrias e motivos para festejar.

Apesar de, às vezes, não termos tanto êxito a nível desportivo, é um orgulho ser SPORTINGUISTA!!

E mais 103 anos virão a sofrer e a torcer, dia a dia, pelo nosso Sporting.

Hoje estamos todos de parabéns, pois de uma forma ou de outra, fazemos todos parte desta grande instituição!

FORÇA SPORTING!

terça-feira, 30 de junho de 2009

McCarthy apresentado amanhã?


Pelo que se tem ouvido, o Sporting irá apresentar amanhã dois reforços, para além de Matigol.
Um deles é, quase de certeza, um avançado. E aí, é muito provável o regresso de Benni McCarthy a Portugal, uma vez que só tem mais um ano de contrato com o Blackburn Rovers. Resta saber se vem para os leões ou para o Benfica (pois o Porto já tem avançados que sobra).
Uma alternativa ao sul-africano é o brasileiro Jô. Assim como Caicedo, este perdeu espaço na equipa no City, tendo sido mesmo emprestado ao Everton na época transacta. Por outro lado, possui as características que Paulo Bento pretende.
Resta uma novidade e essa será no meio campo ou na defesa.
Fala-se de Gustavo Cabral (defesa central) e dos médios Nani, Hugo Viana, Gutiérrez, Escudero ou mesmo Mark Gonzalez.
Qualquer um destes nomes (excepto, se calhar, Hugo Viana) faria furor no meio campo leonino.
Rezemos para que seja verdade!

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Benfica campeão de Juniores

Que VERGONHA amigos!!!!
É verdade, ao que tudo indica o Benfica vai ser considerado o campeão de juniores.
O jogo não vai ser realizado e o título irá ser decidido na secretaria, ou seja, existem duas hipóteses: ou é atribuída a derrota a ambos os clubes (e aí o Benfica torna-se campeão) ou apenas às águias, se existisse JUSTIÇA no nosso país (tornando-se o Sporting campeão).
Só que essa escasseia e os relatórios do árbitro e da polícia são "claros" e dizem que ambos os clubes estiveram envolvidos e agrediram-se mutuamente, com arremesso de pedras.
Ora, se aqueles animais que deviam estar enjaulados nos jogos nos atiram pedras, nós ficamos quietos à espera que alguma nos acerte? Por amor de Deus!!!
Se querem atribuir o título ao Benfica à força, façam-no, mas não brinquem com as pessoas nem nos dêem desculpas esfarrapadas!...
E é assim que perderemos, quase de certeza, o campeonato de juniores para os lampiões. Assim é fácil...
Ao contrário do que se diz, meus amigos, parece que a violência e a falta de valores valem a pena. Dão títulos...

domingo, 28 de junho de 2009

Até nos juniores!

Já é habitual sermos prejudicados nos seniores, mas agora a sina começa mais cedo: nos juniores.
O Benfica já há algum tempo que vinha praticamente a festejar o título de juniores, só que o empate diante do Porto fez com que se o Sporting ganhasse, em Alcochete, ao Benfica tornar-se-ia campeão.
Ora, as águias não podiam permitir que isso acontecesse e como não se podiam superiorizar no campo, a jogar, foi nas bancadas que resolveram as coisas.
A confusão foi de tal ordem (com invasão de campo) que o jogo foi interrompido e quem é prejudicado com esta situação é o... Sporting, claro.
Agora, o jogo será realizado num campo neutro, à porta fechada, ou não há campeão, uma vez que a partida tem de ocorrer até terça-feira, dia em que alguns jogadores de ambas as equipas terminam os contratos, não podendo alinhar.
Ou seja, até nos escalões de formação já nos querem deitar abaixo.
Contudo, somos mais fortes que isso e, apesar das contrariedades que nos são impostas por parte de alheios, continuaremos a jogar e a demonstrar bom futebol, sempre a lutar pelo título.

sábado, 27 de junho de 2009

Caicedo muito perto de assinar


O empresário de Caicedo esteve hoje em Lisboa e reuniu-se com os responsáveis do Sporting para negociar a transferência do atleta para Alvalade.

Parece que estas conversações correram bastante bem e as negociações avançaram de uma forma positiva.


Parece que José Eduardo Bettencourt encontrou o parceiro para Liedson.


Vamos é ver se o equatoriano rende tanto como promete...

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Hugo Viana apresentado amanhã?


Corre o boato (ou não) que Hugo Viana será apresentado amanhã no clube de Alvalade.

Verdade ou não, será este o jogador que o Sporting precisa? Um jogador que, apesar de ter jogado bem quando cá esteve, pouco jogou nos últimos dois ou três anos?

Aguardemos por amanhã, até porque, apesar da muita especulação, ainda não se viu nada.

Ricardo quer voltar


O guarda-redes do Bétis deu uma entrevista, na qual afirmou querer regressar a Alvalade, chegando mesmo a dizer que " ia a correr para o Sporting".

Ricardo (que, em princípio, ficará no Bétis apesar da equipa sevilhana ter descido de divisão) teceu rasgados elogios a Paulo Bento e a José Eduardo Bettencourt e quase que implorou que os leões o contratassem (ele poderia sair a custo zero devido à descida de divisão do clube espanhol).

Espero que tal não aconteça, pois só Deus sabe as vezes que eu ia tendo um ataque de coração quando Ricardo ainda defendia a baliza leonina...

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Veloso out


Ao que tudo indica, finalmente Miguel Veloso foi vendido e sairá do Sporting.

Como ninguém o queria pelo elevado preço pedido (o que é natural), tivemos de o vender a um Banco. Na minha opinião, isso não interessa desde que recebamos o dinheirinho. Contudo, espero que apareça algum clube que o compre, a fim de não termos de lhe pagar o salário.

É pena Veloso ter-se perdido pois prometeu muito na primeira época e tinha um bom futuro à sua frente. Agora se não quer jogar pelo Sporting, paciência. Também não o queremos lá.

Finalmente livrámo-nos do homem! Bem haja!


PS: amanhã aguarda-se a apresentação de reforços. Aguardemos...

terça-feira, 23 de junho de 2009

Saviola é alternativa


Tem-se falado, no dia de hoje, que Saviola (que não faz parte dos planos do Real Madrid para a próxima época) foi oferecido ao Benfica e ao Porto.

Contudo, parece que o outro (ou o único) grande de Lisboa tem o argentino debaixo de olho, no caso de a contratação de Caicedo (ou de Ciro) falhar.

O ordenado do jogador é astronómico para os nossos cofres, mas os merengues podem pagar grande parte se, em contrapartida, ficarem com preferência sobre João Moutinho. Perez apenas exige 3 milhões de euros pelo avançado, mas este negócio pode dar-se, apenas, por empréstimo.

Se fosse o Saviola de antigamente, era um grande reforço para o Sporting, mas o argentino não tem tido oportunidades para jogar nos últimos 2 anos e já não tem a mesma capacidade.

Resta saber se o avançado poderia renascer em Alvalade...